Solução natural para barriga inchada.

Sentir o estômago mais alto que o normal não é apenas um problema de aparência; a sensação pode ser sintoma de alguma doença e provocar outros problemas. Conheça algumas soluções naturais que ajudam a combater a barriga inchada.
Mesmo com o tratamento caseiro para combater o problema, procure sempre ter o acompanhamento de um especialista da área para investigar com mais cautela os motivos que ocasionam o inchaço.
Soluções naturais para desinchar a barriga confira aqui:

Chá de carqueja
Misture duas colheres (de chá) com um copo de água fervente. Procure consumir a bebida três vezes ao dia.

Chá de canela
Coloque 200 ml de água para ferver e adicione 4 colheres (de café) de casca de canela. Consuma a bebida duas a seis vezes por dia.

Chá de cavalinha
Ferva uma xícara de água e misture duas colheres (de sopa) de cavalinha. Tome o chá até quatro vezes ao dia.

Chá de alcachofra
Misture uma colher (de sobremesa) de alcachofra em uma xícara de água fervente. Tome o chá três vezes ao dia.

Óleo de coco
A ingestão de óleo de coco ajuda a evitar problemas como a prisão de ventre, uma das grandes causas da barriga inchada.

Água
“A água tem o poder de ativar as fibras ingeridas em nossa alimentação, além de amolecer o bolo fecal que se forma em nosso intestino. O resultado disso é uma melhora

Como evitar a barriga inchada?

O abdômen inchado pode ser ocasionado por inúmeras razões. O problema pode ser evitado se algumas práticas forem praticadas no dia a dia.
-Procure comer com calma e sem tanta pressa; é melhor ingerir os alimentos mais devagar para que o estômago consiga digeri-los da melhor maneira.
-Os gases também podem ser uma das causas do abdômen inchado. Observe e conheça seu organismo e evite aqueles alimentos que provocam flatulência.
-Evite ingerir bebidas carbonatadas, como refrigerante. Prefira também não fazer o uso de canudo na hora de beber algo.
-Muitas vezes os produtos derivados de leite causam o inchaço, principalmente em pessoas que são intolerantes à lactose. Evite-os.

Facebook Comments

Deixe uma resposta